Menu

#sindserm.com

MANIFESTAÇÃO: Pais de alunos clamam por reabertura de escolas, mas são ignorados pela secretária de educação de São Raimundo 

11 AGO 2017
11 de Agosto de 2017

Secretária de educação percorre ruas da cidade, acompanhada de pais de alunos que clamam por reabertura de escolas

 

Nesta sexta feira (11), pais de alunos atingidos com fechamento de escolas, militantes, sindicalistas, professores e a população em geral, promoveram um grande ato público na praça professor Júlio Paixão, mais conhecida como praça do relógio, em frente à secretaria de educação, em prol da reabertura das escolas fechadas em algumas comunidades rurais e em bairro da cidade, dentre elas, escolas da comunidade Baixão do Sítio, Emas, Moisés, Macacos, Santo Antônio e Lagoa do Meio com o pretexto de acabar com salas multisseriadas.

 

Durante a manifestação foram exibidas faixas, cartazes, proferidas palavras de ordem, e, sobretudo, foram realizados discursos por pais de alunos, militantes, professores, ativistas, como também, a participação da população em geral, sensibilizada com a falta de política de valorização da educação, por parte da gestão. 

A presidente do Sindserm, Andreia Alves, esteve presente no ato, manifestando seu apoio aos pais de alunos e expressando sua contrariedade a essa ação arbitrária da secretária de educação. Pois, segundo a mesma, educação não é considerada despesas, educação é investimento, com retorno garantido quando é feito com respeito e democracia. “Não vamos desistir, o movimento continua”, afirmou.

Assim como a sindicalista, pais de alunos realizaram discursos conscientes, na perspectiva de sensibilizar a secretária a mudar de opinião e dispensar esse projeto de ‘nucleação’. Lamentaram ainda, a falta de diálogo por parte da gestão e a ausência de conhecimento de leis que dão direito a essas comunidades a terem uma educação de qualidade no seu território. “A secretária simplesmente chegou à escola e informou que no segundo semestre a escola seria fechada e que os alunos iam para a escola em Gameleira. Quero dizer a senhora secretária que não somos doutores, nem professores, mas sabemos sim o que é melhor para nossos filhos, e que a educação que a senhora quer para nossos filhos é a mesma que a senhora tem? Pois dispensamos. Pois, além da educação em si, precisamos manter os nossos princípios e valores em nossas crianças. Não entanto, a secretária não olhou as leis que favorecem as comunidades e muito menos os seus valores, olhou, simplesmente para a economia”. Disse uma mãe de aluno da comunidade Macacos.

Outra mãe de aluno demonstrou também sua contrariedade a esse projeto, afirmando que o ensino na comunidade não está prejudicando os alunos, uma vez que, são séries iniciais. “Quero dizer que o multisseriado em nossa escola, não estava prejudicando a nenhum, por ser apenas em séries iniciais e séries de alfabetização e dizer ainda que tanto à secretária, quanto à prefeita, que dizem que resolvem as coisas conversando, eles têm muito a aprender, pois não é assim que se conversa, apenas com ordens”, lamentou.

 

Entretanto, durante a manifestação a secretária de educação deixou o prédio e em ato desrespeitoso, ignorou os manifestantes, sem nenhum diálogo ou posicionamento com relação ao fechamento das escolas. Pais de alunos tentaram falar com a mesma, fechando a saída e foram surpreendidos com o desprezo da secretária que evadiu-se, após percorrer algumas ruas da cidade, acompanhada de manifestantes que clamam e reivindicam seus direitos, deixando ainda mais explicito seu posicionamento ditatorial.

Andreia Alves, afirmou que o movimento de resistência continua, pois a secretária não tem interesse em resolver o conflito. O movimento de pais em defesa das escolas fechadas pela prefeita tem contado com o apoio de outras organizações como o Sindicato dos Servidores Municipais (Sindserm), o Comitê de Controle Social e alguns parlamentares que também estão envolvidos nessa mobilização popular.

Confira mais fotos dessa manifestação

SINDSERM | JUNTOS CONTINUAREMOS VENCENDO

Voltar

SINDSERM - São Raimundo Nonato - PI - CEP: 64.770-000
Nossa Força é a Nossa União