Menu

#sindserm.com

Dirigente da FESPPI lamenta ameaças do prefeito de Várzea Branca ao presidente do sindicato de servidores do município

22 JUL 2017
22 de Julho de 2017

A diretora de comunicação da Federação dos Servidores Públicos do Estado do Piauí (Fesppi), professora Andreia Alves, concedeu entrevista à Rádio Serra da Capivara AM de São Raimundo Nonato nessa sexta-feira (21), para repudiar a atitude antidemocrática do prefeito do município de Várzea Branca (PI), Idevaldo Ribeiro “Cuim”, que agrediu verbalmente e ameaçou o presidente do sindicato de servidores daquele município, Lídio Eder, quando este procurou o gestor para solicitar informações sobre atraso no pagamento de servidores.

De acordo com Andreia Alves, o presidente do sindicato local, tem se sentido acuado diante das agressões verbais e das ameaças feitas pelo prefeito, que não aceita a atuação do sindicato, pois o gestor perdeu as estribeiras quando o sindicalista lhe procurou para reivindicar o cumprimento de deveres do governo municipal em relação à categoria de servidores, especificamente o pagamento de salários em atraso naquele município. Segundo ela, “Cuim” se valeu de termos baixos e extremamente ofensivos para se dirigir ao servidor.

Em nome da federação, Andreia Alves declarou apoio ao sindicalista Lídio Eder, que foi ofendido pelo prefeito quando buscava informações públicas de interesse da categoria e da população do município. “Quero expressar nosso apoio ao nosso presidente Lídio, e dizer que, não é um estado de vaidade ser presidente de sindicato. Nós somos eleitos para representar uma categoria. A agressão sofrida pelo o Lídio é lamentável, por quê? Por que, o mesmo estava no exercício da sua representatividade, fazendo aquilo que é de direito de fazer, de cobrar, para dá explicação a seus representados” disse.

A representante da FESPPI pediu que os servidores do município de Várzea Branca, apoiem o presidente do sindicato, para que o mesmo possa continuar sua atuação em defesa dos direitos da categoria. Ela reconheceu a dificuldade em lutar diante de ameaças, mas defendeu que o mesmo permaneça firme com o apoio dos servidores. “Quero pedir o apoio dos servidores de Várzea Branca, que apoiem seu presidente para que ele mantenha-se firme na luta, porque não é fácil. Muitas vezes de certa forma, desprovidos até mesmo da preservação da nossa vida. Mas, nós temos que diante das ameaças lutar” defendeu.

A sindicalista defendeu o empoderamento da população do município frente às atitudes do prefeito, pois a ação do gestor em relação ao presidente do sindicato pode ser um prenúncio de atitudes piores em relação à população local. “Quero destacar que os gestores desses municípios não são donos dos municípios, que as pessoas desse município precisam se emponderar, porque com um gestor como esse, estão em péssimas mãos. Porque se o mesmo faz isso com um presidente de sindicato, imagine com um cidadão comum” declarou.

Na agressão ao sindicalista, o gestor afirmou que o mesmo faz parte de um grupinho de vagabundos. Por conta dessa declaração, a professora Andreia Alves, lamentou a postura do prefeito e alertou que ele precisa respeitar os sindicalistas e compreender seu papel enquanto gestor público. “Lamento a postura do gestor. Quero dizer que ele precisa entender o seu papel, e que precisa respeitar os sindicalistas e nós não somos grupinhos de vagabundos, nós somos cidadãos que trabalhamos todos os dias” afirmou.

SINDSERM.COM | JUNTOS CONTINUAREMOS VENCENDO

Voltar

SINDSERM - São Raimundo Nonato - PI - CEP: 64.770-000
Nossa Força é a Nossa União